Skip links

Levantamento da Vegetação e Identificação de Espécies da Mata Atlântica

 

Curso de Levantamento da Vegetação e Identificação de Espécies da Mata Atlântica

11215175_851648528256168_7182614944111185387_n

 

Local: Base de Campo da Brasil Bioma, Juquitiba, SP, Brasil

Apresentação e objetivos: Considerando a falta de treinamentos disponíveis no mercado que discutam os aspectos básicos indispensáveis para a elaboração de laudo ambiental e diagnóstico de vegetação, a Brasil Bioma está abrindo caminho para mais um curso pioneiro!

Reunimos a temática de sucesso de nossa empresa (Curso de Identificação na Mata Atlântica – 29 edições realizadas) e o promissor (Curso de Levantamento da Vegetação da Mata Atlântica – 2 edições), além de considerar: a) a demanda de nossos ex-participantes para cursos mais prolongados que busquem a identificação até o nível de espécie e b) a nossa experiência adquirida nos treinamentos em Taxonomia de Campo para os analistas da CETESB realizados em 2014.

Em discussão com os próprios analistas, verificamos a necessidade de se buscar uma metodologia adequada para a confecção de laudos de vegetação e diagnósticos para fins de licenciamento ambiental. A 1° edição do Curso realizada em Julho foi um sucesso! Fotos em nosso Facebook (Brasil Bioma) e site: www.brasilbioma.com.br

Portanto, o curso propõe os seguintes objetivos:

– Reconhecer as famílias botânicas mais ricas em espécies de todos os hábitos de vida da Floresta Atlântica,

– Treinar a identificação botânica com ramos coletados in loco, utilizando Chave inédita e guias fotográficos até o nível de espécie,

– Efetuar um levantamento florístico com rigor técnico suficiente para a elaboração de laudos ambientais e diagnósticos de vegetação, e

– Empregar estudo quantitativo (fitossociologia) em trecho de floresta secundária e reconhecer a sua importância no diagnóstico da vegetação.

 

Programa Resumido

 

Dia 1 

Chegada – 8:00

Café-da-manha

Aula teórica e prática (Manhã)

– Principais assuntos a serem abordados:

  1.  O curso,
  2. Mata Atlântica – aspectos florísticos, ecológicos e biogeográficos
  3. O levantamento da vegetação como ferramenta para a avaliação ambiental.

– Levantamento florístico (coleta em campo)

Almoço (12-13h)

Tarde

– Identificação de um ramo para prática de morfologia vegetal

– Identificação das espécies coletadas no levantamento florístico (na

propriedade-sede) – reconhecimento taxonômico dos principais hábitos

(ervas, arbustos, árvores e trepadeiras) da Floresta Atlântica.

(confecção de Guia Fotográfico das espécies coletadas).

 

Dia 2 

Atividade teórica e prática (Manhã)

– Principais assuntos a serem abordados:

– Preceitos e objetivos de um levantamento de vegetação, e

– Descrição dos métodos e dados a serem coletados em campo

(utilização do Fitopac)

– Levantamento fitossociológico através do método de parcelas e

quadrantes. Alocação das parcelas e quadrantes.

Almoço (12-13h)

Tarde

– Levantamento fitossociológico através do método de parcelas e

quadrantes. Coleta dos dados e ramos vegetais.

 

Dia 3

Atividade prática (Manhã)

– Identificação do material coletado na fitossociologia.

Almoço (12-13h)

Tarde

– Identificação do material. Confecção do guia fotográfico dos

exemplares coletados e processamento dos dados.

 

Dia 4

Atividade prática (Manhã)

– Processamento dos dados e confecção de apresentação em grupo.

Almoço (12-13h)

Tarde

– Apresentação dos resultados do levantamento florístico e

fitossociológico. Discussão sobre procedimentos metodológicos mais

indicados para cada escopo de projeto a ser desenvolvido para o

licenciamento ambiental